Opinião de Osvaldo Sumbo Manuel: AS FIGURAS PÚBLICAS


Tendo em conta os últimos hipotéticos acontecimentos mediáticos sobre as nossas figuras públicas, propus-me a espinhosa tarefa de reflectir e partilhar convosco as minhas modestas ideias sobre como devem proceder as figuras públicas...

Acredito que seja de suma importância e emergente que algumas figuras públicas vulgo famosos repensarem seriamente a forma como procedem-se publicamente, nas rádios, televisões, redes sociais etc. Entendo que a introspecção analítica é preciso e com urgência que se impõe!

As figuras públicas devem perceber que são directa ou indirectamente fazedores de opinião pública, exemplos, modelos para muitos independentemente do ofício músico, comentador, jornalista..., vocês têm, o que muitos não têm, uma forte capacidade de persuasão, influenciarem positivamente ou negativamente pelo que dizem e fazem, em suma pelas acções que exteriorizam. 

Ora, particularmente auguro que sejam de facto influências positivas para uma população maioritariamente jovens "com defeitos sobejamente conhecidos", desse modo estariam a desempenhar um serviço qualitativo, a plausível, em suma estariam a ser mais úteis para a sociedade, para tal, julgo que devem auto-avaliar-se dia pós dia e procurar modelar o que de facto não se ajusta aos princípios, as normas, as regras da boa convivência. 

Nem sempre os vossos seguidores, fãs e outros têm a capacidade de avaliar, de discernir o certo, do errado por vos julgarem nalguns casos como perfeitos, infalíveis, incorrigíveis, entretanto a responsabilidade é imputada para “vocês” figuras públicas, porque vocês de forma implícita têm a responsabilidade de também educarem, transmitirem valores morais e éticos para a sociedade de forma geral.

O país precisa de bons exemplos vindo principalmente das figuras públicas pressuponho pela forte capacidade de mobilizarem, sensibilizarem e influenciarem as pessoas, reitero para atingirem tal desiderato, entendo que as figuras publicam precisarão desenvolver o altruísmo e despir-se do egocentrismo extremo, não só olharem as pessoas como meros fãs, seguidores visando atingir os objectivos pessoais, bem como olhar aos fãs, aos seguidores como pessoas que precisam do vosso respeito, consideração, carinho e sobre tudo precisam de ser estimulados na perspectiva de modelarem certos comportamentos desajustados aos princípios, regras, normas da boa convivência social.

Ora bem, "Vocês" figuras públicas podem apelar o amor ao próximo, a solidariedade, o resgate ao valores morais e cívicos, a condução defensiva, o hábito de leitura, desincentivar o consumo desmedido de bebidas alcoólicas e outros estupefacientes, a prostituição, o nepotismo, a corrupção, o tribalismo, o preconceito, o racismo e tantos outros males que infernam a nossa sociedade.

Entretanto a nossa sociedade já tem problemas demais que suficiente para "vocês" figuras públicas procederem de maneira a piorarem ao invés de resolverem...

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários