Cresce o número de adolescentes infectados com VIH/Sida na Lunda Sul


Cresce o número de adolescentes entre os 13 e 14 anos de idade, infectados pelo vírus do VIH/Sida, no município de Saurimo, na Lunda Sul.

Segundo Manuel Trindade, director do hospital municipal de Saurimo, os casos de VIH/Sida e outras doenças sexualmente transmissíveis estão a atingir proporções alarmantes em muitos adolescentes, facto que não deve apenas preocupar as autoridades sanitárias, mas sim a sociedade.

Por meio das redes sociais conversamos com dois jovens de 20 e 26 anos, um deles é o jovem Mário, que não mostrou-se surpreso com a informação, "as pessoas daqui parecem que não têm amor ao próximo porque poucos se importam em envolver-se com outrem mesmo estando doente, ou até mesmo não utilizando preservativos", lamentou.

Já o jovem Cláudio de 20 anos, considera que ainda existe solução e apontou a mudança de comportamento por parte de todos para se reverter o quadro, "tudo pode mudar com o empenho de todos, precisa-se demais diálogo aberto nas famílias bem como nas escolas, para a mobilização de todos e assim baixar o número de casos registados da doença", frisou.

Para o director do hospital de Saurimo, em muitas famílias existe tabu no que toca a educação sexual, ‘’o que impede a comunicação necessária sobre determinados assuntos, originando assim, doenças e de casos de gravidez precoce.’’ O responsável lamentou o facto de existir muitos adultos com poder económico que acabam por aliciar algumas adolescentes, oferecendo-lhes valores monetários em troca de prazeres sexuais e, muitas vezes, sem usar o preservativo e acabam por as infectar as mesmas.

REAÇÕES

5
   
8
   
1
   
0
   
6
   
12
   
24
   
26
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK