Vítima de bullying tenta matar 60 colegas


O jovem de 18 anos não foi o único que tentou explodir a universidade porque sofria bullying. Um outro menino de 14 anos tentou matar 60 colegas, tinha tudo bem desenhado no papel.

João não foi o primeiro. A 14 de outubro de 2013, Gonçalo, de 15 anos, feriu quatro pessoas à facada na Escola Stuart Carvalhais, em Massamá, Sintra.

 Vítima de bullying, tinha um plano e uma ‘lista de compras’ escritos três semanas antes, numa folha A4, para assassinar 60 pessoas. Devia reunir facas, gasolina, ‘very-lights’ e uma pistola e levar tudo para a escola numa mochila.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários