UNITA desafia Ministério Público a investigar as acusações feitas ao vice-presidente


O desafio foi posto ao ar esta quarta-feira, pelo presidente do grupo parlamentar da UNITA, Adalberto da Costa Júnior, ao afirmar que o Ministério Público angolano deve investigar as acusações de corrupção e branqueamento de capitais, que a justiça portuguesa fez ao vice-presidente da República, Manuel Vicente.
DR

"O conjunto de indicadores que algumas dessas reportagens que vêm de Portugal trouxeram, obrigam a Procuradoria-Geral da República de Angola a investigar. Ou então estará a desviar o seu olhar daquilo que é a sua responsabilidade", afirmou Adalberto da Costa Júnior. 

Para o dirigente da UNITA, existem algumas acções que atentam o futuro do povo angolano, que na sua óptica são gravíssimos e que não podem continuar a acontecer.

"Algumas dessas reportagens conformam gravíssimas violações à lei, saídas milionárias do Banco Nacional de Angola, absolutamente ilegais que criam pobrezas, sofrimentos, danos e que maltratam a imagem do país, com puro silêncio das instituições. Isto não pode continuar no futuro, porque estas acções atentam efectivamente a todos nós", dissertou o deputado da UNITA.

Fonte: Lusa

REAÇÕES

4
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
1
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK