Quadros angolanos largam tudo e rumam para Portugal à  procura de condições mínimas
População angolana residente em Portugal aumentou 53% nos últimos cinco anos, desde a chegada de João Lourenço ao poder. Emigrantes não são apenas desesperados por um emprego. Há jovens com salários acima de um milhão de kwanzas e margens para crescer na profissão que abandonaram tudo, fartos das condições que Angola oferece.

Cdadãos angolanos e partilham as mesmas ambições e angústias. Abandonaram o país que os viu nascer para procurar segurança, educação de qualidade, saúde e estabilidade em Portugal.

João Manuel (nome fictício) detinha um cargo de chefia no banco público, o BPC, até há bem pouco tempo e mudou-se para Portugal, com a família, há três meses por entender que o país europeu “oferece outras condições”.

REAÇÕES

1
   
0
   
1
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários