PR larga 99,7 milhões de dólares para construção de Pólo Universitário em Saurimo e Campus Universitário no Dundo


Para a assinatura dos contratos, João Lourenço delegou competência no conselho de administração da Empresa Nacional de Diamantes de Angola (ENDIAMA).

No despacho presidencial, em que não é avançado o nome da empreiteira responsável pelas obras, é autorizada a abertura do procedimento de contratação simplificada, mas o Novo Jornal sabe que a obra foi entregue à empresa Engevia.

No dia 6 deste mês, a Empresa Nacional de Diamantes de Angola anunciava, na página na internet, a primeira pedra para a construção do campus universitário da Universidade Lueji A"nkonde, no Dundo, na Lunda-Norte, uma construção "financiada pela ENDIAMA, e projectada para acolher três mil alunos".

Na mesma semana, mas em Saurimo, a ministra do Ensino Superior, Maria do Rosário Bragança Sambo, na companhia do ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Diamantino Azevedo, lançaram a primeira pedra do futuro Pólo Universitário de Saurimo na Lunda-Sul, com uma capacidade para mais de 2.300 estudantes.

Na página do Ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás pode ler-se que a obra da Lunda-Sul deverá estar concluída em sete meses, mas não há informação sobre o prazo de execução para a empreitada da Lunda Norte.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários