Parteiras cobram 5 mil kzs para ajudar a trazer crianças ao mundo


As parteiras do Centro de Saúde Progresso, situado no bairro Mabor, no município do Cazenga, estão ser acusadas de cobrar cinco mil kwanzas as parturientes para fazer o serviço de parto.
Arquivos

A denúncia foi feita à Angola-Online pelo esposo duma  parturiente que deu entrada naquela unidade hospitalar na noite de ontem. Segundo o cidadão em anonimato, para fazer o parto as enfermeiras exigiram o pagamento de cinco mil kwanzas.

Aflita, a família teve de pagar os valores exigidos, mesmo a unidade de saúde pertencer ao Estado. 

De acordo ainda o cidadão, a sua esposa contou que durante o parto foi esbofeteada pelas parteiras.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
3
   
3
   
1
   
1
   
2
   


COMENTÁRIOS NO FACEBOOK