Ministério da Saúde faz kilapi de 57 milhões de euros para o combate à covid


O Ministério da Saúde, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento e o Banco Europeu de Investimento assinaram, quarta-feira,9, em Luanda, um acordo no valor global de 57 milhões de euros, para apoiar o Projecto de Resiliência em Saúde, no quadro do combate à covid-19 no país.

O financiamento do Banco Europeu de Investimento vai ser amortizado pelo Governo angolano, num período de 20 anos. O acordo foi rubricado pela ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, e pelos representante do PNUD em Angola e do Banco Europeu de Investimento, Edo Stork e Diederick Zambon, respectivamente.

O Projecto de Resiliência em Saúde, no quadro da Covid-19 (2022-2023) em Angola, contempla três objectivos. O primeiro tratar e prevenir a Covid-19, através de compras de vacinas, meios de diagnósticos e produtos de protecção individual e colectiva.

O segundo é o de reduzir a vulnerabilidade da população ao Sars-CoV-2, sobretudo por via da aquisição de meios de cuidados primários, enquanto o terceiro objectivo é a da capacidade institucional.

Na ocasião, a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, disse esperar que o empréstimo soberano de 55 milhões de euros do Banco Europeu de Investimento, mais a subvenção de 4,5 milhões de euros contribua para que Angola esteja mais perto de um sistema de saúde resiliente, através do apoio da cadeia de abastecimento de produtos para resposta à Covid-19, bem como a me-lhoria do sistema nacional de gestão de compras e outros medicamentos para assegurar os cuidados de saúde de todos os cidadãos.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários