Médicos que dançaram e cantaram durante cirurgia exageraram, diz Jeremias Agostinho
Desde domingo último que as redes sociais encheram com críticas aos médicos que aparecem a dançar e a cantar durante uma cirurgia num dos hospitais de Angola.

O renomado médico angolano, Jeremias Agostinho diz que ouvir música durante a cirurgia pode até ser normal. "No caso do vídeo, os colegas comemoravam o êxito da cirurgia e da campanha de cirurgias gratuitas que efectuaram em uma das províncias."  

"Os colegas só exageraram na dose dos festejos, por ser  num local onde existe um ritual ético, deontológico, de sepsia e antissepcia a ser cumprido com muito rigor.Isto porque o cirurgião principal continuava a fechar algumas camadas e estava muito concentrado no que fazia. O ajudante do cirurgião, ainda estava com uma pinças na mão. Ia tocando no corpo e na bata com a pinça."

Acrescenra que a  paciente já estava semi acordada, ou seja, 'a cirurgia estava mesmo no fim. Então, era só terminar o processo todo, colocar a doente no recobro (pós operatório) e depois comemoravam na sala de repouso médico."

Finaliza afirmando: "É preciso ser sincero para que nenhum colega ou equipa cirúrgica tenha igual atitude."

REAÇÕES

2
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
1
   

Comentários