Luta contra as drogas "deixa de lado" os barões em Angola


O dia 26 de Junho foi escolhido pela Organização das Nações Unidas como Dia Internacional de Combate às Drogas. O uso de drogas é um mal social em todo o mundo.

A dependência e o abuso do álcool e outras drogas representam um grande problema de saúde pública. A bebida alcoólica é considera lícita e é vendida livremente, mas causa problemas semelhantes àqueles provocadas por substâncias proibidas.

Em Angola, a luta contra as drogas foca-se nos consumidores e deixa de lado os barões da droga, que são os que vendem, fornecem e estabelecem contactos com dirigentes, políticos, empresários, polícias, músicos e consumidores

As províncias de Luanda, Benguela, Huíla, Huambo, Namíbe, Cunene e Cabinda são as mais afectadas. As drogas mais consumidas são álcool, cannabis (Liamba) e Crack.

No ano passado, o Banco de Urgência do Hospital Psiquiátrico assistiu um total de 34.246 pacientes, sendo 17.272 do sexo masculino e 16.974 do sexo feminino, dos quais 5.043 estão relacionados com transtorno comportamental por uso de álcool, canabinoides e outras drogas.

Dados de JA

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK