José Filomeno dos Santos disposto a cooperar com a justiça


José Filomeno dos Santos “Zenu”, um dos constituídos arguidos pela Procuradoria-Geral da República, por suposto envolvimento da transferência ilegal de 500 milhões de dólares, fez entrega dos seus passaportes garantiu que vai continuar a cooperar com a justiça.

Segundo a fonte Angola-Online sabe que, o ex-presidente do Conselho de Administração do Fundo Soberano, José Filomeno dos Santos “Zenu”, dirigiu-se ontem, à Direcção Nacional de Investigação e Acção Penal (DNIAP), onde assinou o termo de identidade e residência e entregou os seus passaportes. 

Para a resolução plena e satisfatória do processo em que é constituído arguido, Zenú dos Santos, garantiu que vai continuar a cooperar com a PGR.  

Num comunicado de imprensa que, Angola-Online teve acesso, o filho do antigo Presidente de Angola, revelou que tomou a iniciativa de contactar voluntariamente a PGR entre os dias 27 de Fevereiro e 5 de Março para ajudar a descobrir a verdade, tendo sido constituído arguido a 6 de Março.

Depois da conferência de imprensa promovida pela PGR para esclarecer detalhes do processo crime, diz a mesma fonte.

De salientar que, Zenú dos Santos faz parte de um processo em que é indiciado em crimes de associação de malfeitores, branqueamento de capitais, burla e defraudação resultante da uma alegada transferência de 500 milhões de dólares do Banco Nacional de Angola para uma sucursal britânica do Crédit Suisse.

Fonte: JA

REAÇÕES

2
   
2
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK