Hospital municipal do Zango necessita 30 milhões mensais, só recebeu 50 milhões para até o fim do ano


Dinheiro entregue pelo Ministério da Saúde é insuficiente.

A falta de orçamento condiciona o normal funcionamento dos serviços da unidade hospitalar, que se vê a braços com enormes dificuldades e acaba por depender de doações, uma situação que deixa descontentes os utentes e os munícipes do Zango.

O Hospital municipal do Zango passa agora a ter um orçamento semestral de 50 milhões e torna-se na terceira unidade hospitalar em Viana a ser orçamentada, depois dos hospitais Mãe Jacinta Paulino e kapalanga.

Segundo o administrador municipal de Viana, Demétrio de Sepúlveda, que visitou aquela unidade de saúde, o orçamento vai melhorar significativamente os serviços e suprir algumas dificuldades do hospital.

Matondo Alexandre, o director municipal da Saúde de Viana, salientou que o dinheiro atribuído ao hospital vai ser acrescido em função da análise a ser feita pela administração municipal e o Ministério das Finanças.

Conforme o director, o Hospital municipal do Zango precisa mensalmente de 30 milhões de kwanzas para melhorar o seu funcionamento.

Há vários meses que os moradores do Zango se mostravam descontentes com o atendimento no hospital, construído para servir a população local, que por falta de condições leva a que muitos utentes procurem outras unidades de Saúde.

A malária, as doenças diarreicas agudas, a hipertensão e as doenças hipertensivas da gestação constam das principais ocorrências daquela unidade sanitária, inaugurada em 2015, que atende em média diária cerca de 640 pacientes.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários