Gémeas de 14 anos espancadas, violadas, assassinadas e enterradas


Duas meninas de 14 anos, gémeas, Sandra e Mimosa, foram violadas, espancadas, assassinadas e enterradas por elementos ainda desconhecidos pelas autoridades, no município de Icolo e Bengo, arredores da Sanzala Grande, em Luanda.

O crime ocorreu no dia 14 deste mês, segundo a Polícia Nacional (PN), dia em que as duas irmãs se despediram do pai para irem à lavra buscar mangas mas acabaram "mortas com brutalidade e enterradas num matagal a três quilómetros da habitação dos seus progenitores", disse ao Novo Jornal o porta-voz da PN-Luanda, Nestor Goubel.

As jovens foram encontradas com "as mãos amarradas e com fios nos pescoços entre outros sinais de extrema violência.

"A Polícia Nacional, através do seu Departamento de Investigação de Ilícitos Penais (DIIP) começou a investigação ao caso e em breve iremos dar respostas a está prática de crime que culminou com a morte de duas irmãs", disse ainda Nestor Goubel.

A falta de verbas por parte dos progenitores das meninas e a falta de transporte para transportar os cadáveres das irmãs levou a que os corpos fossem mantido e conservados na Morgue Central de Luanda (MCL) adjacente ao Hospital Maria Pia, porque no município de Icolo e Bengo não existe nenhuma casa mortuária.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
6
   
1
   
0
   
1
   
2
   

Comentários