Enchentes nos multicaixas é culpa dos bancos, diz EMIS


A Empresa Interbancária de Serviços (EMIS), gestora da rede Multicaixa, disse não ter responsabilidades sobre as longas filas que se verificam, nos últimos dias, para levantamento de dinheiro nos caixas automáticos (multicaixas).

O administrador da EMIS Joaquim Caniço garantiu que os Caixas Automáticos (ATM) estão a funcionar com "sem problema nenhum” e que, nos registou disponíveis, "não constam anomalias relevantes no funcionamento da rede” no período pelo que perduram as filas.

 Joaquim Caniço considerou tratar-se "de uma questão essencialmente de logística que deve ser solucionada pelos bancos, a ABANC [Associação Angolana de Bancos] ou ao BNA”.

 A logística de carregamento de notas e papel é da responsabilidade dos bancos, apesar de haver protocolos de monitoramento entre estes e a EMIS no domínio da informação sobre o estado de disponibilidade de cada Caixa Automática, prosseguiu o administrador. 

A EMIS, um consórcio dos bancos que operam no mercado angolano, também tem a responsabilidade de garantir o funcionamento e segurança dos ATM, acrescentou Joaquim Caniço.

 As filas que se verificam este mês estão relacionadas com o levantamento de salários e pensões, pagos geralmente na última semana do mês, apontou Joaquim Caniço, o que foi reforçado pelo presidente da ABANC, Mário Nascimento, que lembrou, em declarações à nossa reportagem, que o sistema depara-se com esses "picos” de forma cíclica, na transição de um mês para outro. 

 "Há o problema dos picos [períodos de consumo mais intenso] que, este mês, foi mais notado que nos outros”, reconheceu o Mário Nascimento, lembrando campanhas promovidas pela banca a recomendar o uso mais frequente dos cartões nos pagamentos, algo que considerou requerer maior divulgação. 

De acordo com o administrador da EMIS, o pagamento de salário e das pensões de reformas acabam por pressionar o dinheiro disponível nos terminais Multicaixa, uma vez que são pagos ao mesmo tempo e na parte final de cada mês.

REAÇÕES

0
   
1
   
0
   
0
   
1
   
0
   
1
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK