Director penitenciário de Cacanda diz não dá farra nem promove prostituição na cadeia


O director convivia dentro da cadeia com seis reclusos com regalias e sete mulheres, com quem almoça todos os dias. No entanto, jura por Deus ser mentira.

Segundo a acusação, o director foi apanhado por um agente penitenciário a fazer festa na sua casa, situada dentro da Comarca, com reclusos e mulheres.

Em reacção a acusação, o director diz não “é verdade, nós aqui não temos rádio, prostituição, Deus me livre.”

Nesta altura está a decorrer um inquérito para se desvendar os reais factos. 

REAÇÕES

0
   
1
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK