CNE aprovou o regulamento sobre o sorteio para posicionar partidos no Boletim de Voto


A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) inicia, hoje, a formação de formadores nacionais para membros das mesas das Assembleias de Voto, cujo quadro geral prevê engajar acima de 100 mil membros, numa altura em que já foram aprovados uma série de instrumentos técnicos como o regulamento sobre o sorteio para posicionar as forças concorrentes no Boletim de Voto.

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) aprovou, na última sexta-feira, o mapeamento definitivo das Assembleias de Voto das Eleições Gerais, tendo determinado a criação de 13.238 assembleias, constituídas por 26.488 mesas.

No país, vão funcionar 13.212 Assembleias de Voto, constituídas por 26.443 mesas, enquanto que no exterior vão funcionar 26 Assembleias de Voto, com 45 mesas. De forma geral, as assembleias vão receber, no país, 14.376.831 eleitores, e 22.560, no exterior, perfazendo um total de 14.399.391 eleitores constantes da base de dados do Ficheiro Informático dos Cidadãos Maiores (FICM).

A CNE prevê recrutar, para tal, 105.952 membros das mesas das Assembleias de Voto, conforme decisão técnica da instituição, tomada na reunião do plenário de sexta-feira. Foi igualmente aprovado o regulamento do sorteio do posicionamento das candidaturas no boletim de voto, bem como o regulamento da distribuição da grelha de Tempos de Antena na rádio e na televisão para a campanha eleitoral, nos termos do que estabelece a Lei Orgânica das Eleições Gerais.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários