Cidadão é morto por agente da polícia na compra de diamante
Um cidadão do Congo-Brazaville, foi morto a tiro, quando negociava a compra de diamantes no bairro "vila Luso", arredores da cidade do Luena, província do Moxico.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Uma nota do Comando Provincial da Polícia Nacional, no último sábado, explica que o crime foi originado por desavenças entre o comprador (cidadão congolês) e o vendedor de diamantes, por sinal 2º Sub-Chefe da Polícia Nacional.

Segundo a nota, o suposto criminoso, agente policial, atingiu mortalmente com disparo de uma pistola o cidadão estrangeiro, de 45 anos de idade, e ferindo um outro acompanhante, de 47 anos, com dois tiros na coxa.

O acusado, que se encontra em fuga, apropriou-se ainda de uma pasta da vítima que continha valores monetários, cujo montante não foi revelado, referindo igualmente que a corporação criou mecanismos policiais em curso no sentido de localizar o suposto criminoso e ser responsabilizado.

Fonte: Angop

REAÇÕES

COMENTÁRIOS