Angola inaugura fábrica de doces com investimento de 15 mil milhões de kwanzas
A Candy Factory Angola foi hoje oficialmente inaugurada pelo ministro da Indústria e Comércio, Victor Fernandes, na Zona Económica Especial.

Com um investimento superior a 15 mil milhões de kwanzas e tenciona gerar 350 postos de trabalho directos e indiretos num período de dois anos.

O ministro da Indústria e Comércio deixou clara a relevância deste investimento conjunto, dos diferentes accionistas, nacionais e internacionais, para o impulsionar da diversificação económica em Angola, e a importância de arrancar com esta nova indústria de confeitaria de açúcar, em escala, por forma a que amanhã Angola se possa afirmar como um país especialista na produção de produtos desta categoria. 

Federico Crespo – acionista angolano e fundador da Candy Factory – falou sobre os esforços reunidos para a concretização do projecto, enaltecendo a colaboração decisiva do Ministério da Indústria e Comércio, do Ministério da Economia e Planeamento, bem como das instituições e equipas como a ZEE, a AIPEX, BNA, PRODESI E INACOQ, que, juntamente com os profissionais da Nelt e da Candy Factory, fizeram acontecer o que hoje é a Candy Factory Angola. Comunicou ainda que a Candy Factory tem uma capacidade instalada de 6.700 toneladas ano, que permitirá aos angolanos, terem acesso a sambapitos, rebuçados e pastilhas, produzidos localmente, com os mais exigentes padrões de qualidade e, acima de tudo, com marcas genuinamente Angolanas, criadas por Angolanos para os Angolanos. 

REAÇÕES

1
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários