PGR investiga compra de dois edifícios feita pelo Ministério dos Transportes


A Procuradoria-Geral da República (PGR) abriu um inquérito para investigar a venda de dois edifícios localizados em Luanda, por 114 milhões de dólares norte-americanos, ao Ministério dos Transportes.

As investigações sobre este negócio estão a decorrer junto da Direcção Nacional de Prevenção e Combate à Corrupção e, segundo a Lusa, tem subjacente um processo com o n.º 104/DNPCC/PGR-INQ-202.

Esta venda foi autorizada por despacho Presidencial 159/21, de 23 de Setembro, onde João Lourenço encarregava a ministra das Finanças, Vera Daves, a proceder de forma a formalizar a aquisição em nome do Estado.

Em causa está a aquisição dos referidos imóveis, o primeiro, com 10.640 m2, edifício Welwitshia Business Center, situado na rua Frederico Welwitsh, em Luanda, e o segundo, com 6.369m2, edifício Chicala, localizado no Gaveto entre a Av. Nova Marginal e a Rua Dr. António Agostinho Neto.

O documento justifica estas aquisições com a necessidade de melhorar as instalações onde funcionam os serviços públicos do Ministério dos Transportes e os institutos e agências sob sua superintendência devido à deterioração das suas actuais instalações.

Mais tarde veio-se a saber que estes edifícios pertenciam a alguém próximo do ministro dos Transportes, Ricardo Viegas D"Abreu.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários