MP pede que Zé Maria seja condenado


O Ministério Público, pediu nesta terça-feira em tribunal, que o general “Zé Maria” seja condenado, por crime de insubordinação e extravio de documentos de carácter militar, por terem sido produzidas provas que confirmam a veracidade dos factos.

Publicidade

Publicidade

O general António José Maria está a ser julgado pelo Supremo Tribunal Militar desde o dia 11 de Setembro deste ano, acusado pelos crimes de insubordinação e extravio de documentos, aparelhos ou objectos com informações de carácter militar.

De acordo com o Ministério Público, ficou provado em tribunal que, após a exoneração do cargo de chefe do Serviço de Inteligência e Segurança Militar ( SISM), o réu retirou material relacionado com a batalha do Cuito Cuanavale em três carrinhas, levando-o para as instalações da FESA e para a sua residência na Praia do Bispo em Luanda.

Referiu que depois do Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Angolanas (FAA), João Lourenço, ter tomado conhecimento da retirada dos documentos, orientou o actual chefe do Serviço de Inteligência, Fernando Garcia Miala, para contactar Zé Maria, a fim de no prazo de 48 horas proceder à devolução da documentação em causa.

No local, segundo o Ministério Publico, ficou provado em tribunal que o acusado recusou-se a cumprir com a orientação dada pelo Comandante-em-Chefe das FAA, alegando que só recebia ordens do ex-presidente da República, José Eduardo dos Santos, de quem tem “ uma fidelidade canina”.

Neste contexto, pediu ao tribunal que seja feita justiça condenado o réu por crime de insubordinação e extravio de documentos de carácter militar de acordo com a Lei dos Crimes Militares.

Fonte: Angola 24 Horas

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK