Lula e antigo ministro podem cumprir prisão preventiva


O Movimento Brasil Livre, apresentou hoje ao Ministério Público, um pedido de prisão preventiva de Lula da Silva e o antigo ministro José Dirceu, devido a um suposto atentado ao terrorismo e à Lei de Segurança Nacional.

Publicidade

Publicidade

Segundo a imprensa local, o requerimento de prisão imediata aponta incitação ao crime, de terrorismo e atentado à Lei de Segurança Nacional nos discursos do antigo chefe de Estado, após a saída da prisão dos dois, na sexta-feira passada.

Em causa está o facto de Lula da Silva ter declarado que o Brasil deveria seguir "o exemplo do Chile, de resistir", de "atacar e não apenas se defender".

O documento também realça declarações proferidas por José Dirceu que foi ministro da Casa Civil no Governo de Lula da Silva ao sair da cadeia, igualmente, na sexta-feira última.

"Eu estava na trincheira da prisão. Agora estou aqui de novo na trincheira da luta, para nós voltarmos e retomarmos o Governo do Brasil. E para isso nós precisamos deixar claro que somos 'petistas', de esquerda e socialistas, somos tudo o contrário do que esse Governo está a fazer", disse Dirceu, citado no documento levado ao MPF, que o jornal Folha de S.Paulo teve acesso.

Na passada segunda-feira, também o senador Major Olímpio, e os deputados Ubiratan Sanderson e Carla Zambelli, todos do Partido Social Liberal (PSL), entregaram ao procurador-geral da República brasileiro, Augusto Aras, um pedido de prisão preventiva de Lula.

Fonte: Angola 24 Horas

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK