Angola tem a segunda fábrica de confeitaria


Com investimento de 15 mil milhões de kwanzas.

 A nova fábrica de confeitaria de açúcar do país, Candy Factory Angola, visitada na quarta-feira pelo Ministro da Economia e Planeamento, Mário Augusto Caetano João, acompanhado pela Administração da ZEE, da AIPEX e do Inapem, conta com um investimento superior a 15 mil milhões de Kwanzas e prepara-se para arrancar com a produção nas próximas semanas.

A Candy Factory Angola é uma empresa angolana, sedeada na Zona Económica Especial (ZEE), prestes a arrancar com a produção de sambapitos, rebuçados e pastilhas elásticas no mercado nacional. A fábrica está praticamente pronta para iniciar a produção e fazer chegar as suas marcas e produtos ao público angolano.

Com uma capacidade produtiva de 6.700 toneladas por ano, cerca de 15 toneladas por dia (por turno), este projecto, que acredita que Angola será uma referência da confeitaria de açúcar em África, tem por objectivo, nos dois primeiros anos, contratar 150 profissionais, dos quais 90% serão Angolanos, estimando ainda um total de cerca de 350 postos de trabalho directos e indiretos até ao final desse mesmo período. 

Com estes números de produção, a Candy Factory Angola propõe-se contribuir ativamente na promoção da diversificação económica e crescimento industrial. A fábrica pretende produzir para o mercado local e para novos mercados, assumindo um papel relevante no equilíbrio da balança comercial, na medida em que já não será necessária a importação das 15 mil toneladas/ano destes produtos que entram actualmente no nosso mercado, e faz questão de exportar para países limítrofes que terão fácil aceitação dos produtos e marcas que estão a ser desenvolvidos.

REAÇÕES

1
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários