Manifestantes exigem demissão de Rui Falcão
Mais de quatro centenas de jovens autodenominados ''revolucionários'' manifestaram-se, neste sábado, na cidade de Benguela, contra a liderança do governador provincial, Rui Falcão, por alegada ''má gestão da província''.

Os participantes na marcha, promovida pelo autodenominado “Movimento Revolucionário (MR) de Benguela”, ostentavam dísticos em que se podia ler, entre outros escritos, “Basta a tirania de Rui Falcão!” e “Rui Falcão, fora!”.

Os jovens percorreram algumas ruas da cidade e pretendiam atingir o Palácio do Governo, o que não aconteceu, uma vez que a Polícia Nacional encurtou o trajecto.

Cachine Domingos, membro de direcção do “MR” e subscritor da convocatória da marcha, através das redes sociais, seu principal instrumento de comunicação, afirmou que Rui Falcão “demonstra não estar comprometido com o desenvolvimento de Benguela”.

Afirmou que os jovens do “MR” vão aguardar que “a situação de Benguela se altere”, a partir do próximo Congresso Extraordinário do MPLA, a 15 de Junho próximo.

De contrário, segundo disse, vão voltar a manifestar-se “até que o Chefe do Executivo oiça” o seu “clamor”.

Rui Luís Falcão Pinto de Andrade foi nomeado governador de Benguela em Junho de 2017, depois de ter exercido o mesmo cargo na vizinha província do Namibe.

Fonte: Angop

REAÇÕES

COMENTÁRIOS