Jovem enterra filha recém-nascida viva no quintal de casa
Uma jovem mãe é acusada de enterrar a filha recém-nascida no quintal de casa, no bairro Capalanca, município de Viana.

O crime ocorreu no passado sábado, na zona do Piaget, bairro Capalanca. A jovem mãe que aparenta ter 30 anos, segundo vizinhos, vivia com a avó, foi desprezada pelos familiares após dar à luz. Quando matou a filha se encontrava sozinha em casa. 

A mesma encontra-se foragida, segundo fontes da Angola-Online.

A psicóloga Katssekya Samuel, em declarações à Angola-Online, aponta problemas psicológicos como estando na base do acto hediondo praticado pela jovem mãe.

“Quando uma mãe mata o filho e enterra no quintal, a primeira ideia que temos que pensar é que ela agiu de um modo fora do normal. Não é normal a nível mundial uma mãe matar o seu filho independentemente das razões que existam, porque uma mãe tem o papel de ajudar o filho a lutar contra toda diversidade da vida. Então, quando há uma subversão deste comportamento, é sinal que há problemas psicológicos nesta mulher que devem ter condicionado comportamento anormal. Uma das possíveis causas é a tendência esquizofrênica ou então no caso de consumo de drogas, porque há substâncias psicotrópicas que podem criar perturbações psicológicas”, esclareceu.

No ano passado, uma mulher foi detida pela Polícia Nacional por matar o filho e enterrar o corpo no quintal de casa, por alegada falta de condições.

Fonte: Radio Despertar

REAÇÕES

COMENTÁRIOS