Internautas da Angola-Online pedem pensão vitalícia à família
A vendedora ambulante morta no bairro Rocha Pinto, por um agente da polícia vai hoje a enterrar no cemitério do Benfica, em Luanda.

O incidente que abalou a sociedade angolana e não só, continua a mexer com o país. Os internautas da Angola-Online, pedem uma pensão vitalícia à família da vítima. 

“A melhor desculpa seria a PN garantir uma pensão vitalícia para essa família enlutada que a sua dor jamais será sarada por um simples pedido de desculpa. Desculpas não curam ninguém”, escreveu um internauta.

Angola-Online sabe também que o rapper Naice Zulu, levou alguns bens para família de Juliana Kafrique, como fez saber o músico Kadaff, membro do grupo de rap, Os Kalibrados, na sua página do Instagram. 

Num outro acto de solidariedade à família, vice-presidente do MPLA, Luísa Damião disse, em nome da direcção do partido, que foi apresentar os sentimentos de pesar, repugnação e repulsa ao acto condenável, por considerar que nada justifica a morte de uma cidadã indefesa, que velava pelo sustento de sua família.

Veja aqui a publicação 

Juliana Kafrique, de 28 anos, deixou 3 filhos, morreu em consequência do disparo de uma arma de fogo por um efectivo da Polícia Nacional, no final da tarde de terça-feira, no Rocha Pinto, em Luanda.

REAÇÕES

COMENTÁRIOS