Caso CNE: Raul Danda diz que PR devia ter vergonha de sua presidência e por proteger «corrupto»
O deputado da UNITA, Raúl Danda chamou "corrupto" ao novo presidente da CNE de Angola, Manuel Pereira, referindo que João Lourenço devia ter vergonha de se considerar presidente, numa eleição com fraude e anunciou resistência à nomeação, não descartando a hipótese de mais manifestações.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

A União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA) vai "continuar a refutar" a designação de Manuel Silva Pereira "Manico" como presidente da Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de Angola, disse Raúl Danda, deputado do maior partido da oposição.

Na quarta-feira, 20, em sinal de protesto, a oposição abandonou em bloco a Assembleia Nacional por considerar que o novo titular não cumpre os padrões de probidade para assumir o cargo.

O Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), partido no poder, aprovou, sozinho, a tomada de posse do novo presidente da CNE, depois que o presidente João Lourenço ordenou o referido acto.

Em entrevista, Raúl Danda diz-se desiludido com o Presidente João Lourenço, a quem acusa de "estar a promover um corrupto". O deputado garante que a (UNITA) não vai baixar os braços. E se a nomeação de "Manico" não for anulada, Raúl Danda diz que um cenário bem provável é de novas manifestações em Angola.

Fonte: DW África

REAÇÕES

COMENTÁRIOS