Apenas dois colégios são legais no Zaire
Garcia Moniz Ramos, director da educação no município do Mbanza Kongo, denunciou na última terça-feira, o aumento de colégios privados e ilegais, tidos por supostamente centros de alfabetização, naquela região.

Em declarações durante o seminário de capacitação aos alfabetizadores, Garcia Ramos informou a existência de colégios ilegais em funcionamento, que no princípio eram tidos como centros de alfabetização.

A fonte declarou que, dos cerca de 13 colégios privados, do ensino primário ao primeiro ciclo do ensino secundário existentes no município, apenas dois colégios estão com os serviços legalizados.

De acordo com o director, um dos mecanismos para se evitar o surgimento de instituições de ensino privado nas condições ilegais, é a construção de escolas estatais nos locais onde se encontram estes colégios, com maior capacidade de albergar alunos.

Referenciou para o efeito, os bairros 11 de Novembro, 4 de Fevereiro e Álvaro Buta, como sendo os que mais necessitam de salas de aulas. 

Fonte: Angop

REAÇÕES

COMENTÁRIOS