Janaina Macedo aponta caminhos para Angola sair da crise
A palestrante brasileira Janaina Macedo Calvo, especializada em Políticas Públicas e Economia, esteve em Angola durante uma semana para capacitar estudantes universitários, funcionários e empresários em matérias ligadas as “finanças e negócio sustentável.” Em entrevista ao nosso portal, a palestrante apontou caminhos para Angola sair da crise.

Uma semana foi o tempo que Janaina Macedo esteve no nosso país para capacitar mais de 300 angolanos, entre funcionários, empresários e estudantes universitários, por meio de palestras e aulas de treinamento.  

Em entrevista exclusiva ao nosso portal, Janaina mostrou-se satisfeita por mais uma vez ter vindo à Angola transmitir os seus conhecimentos, e os formandos “conseguirem compreender o que é distante da realidade vivida pelos angolanos.” 

“Trouxe as ferramentas do mercado a nível mundial, hoje no mundo dos negócios, nós trabalhamos com alguns pilares, por exemplo a questão da sustentabilidade, de perceber numa empresa sobre três grandes pontos, a vertente social, ambiental e económica, isso acaba impactando na vida da população, nós conversamos muito sobre isso, da situação fiscal, e as tomadas de decisão”, fez saber.

No olhar de Janaina, Angola marcou grandes passos nos últimos tempos, mas defende a necessidade do Banco Nacional de Angola tornar-se uma instituição independente, para que o país trilhe o desenvolvimento e escape da crise financeira.

"O que o mundo questiona é a transparência das acções, no Brasil conseguimos isso quando colocamos o banco central com acções independente, no mundo todo, o banco central tem que ter acções independentes, ele não pode estar atrelado ao Governo, porque cria bloqueios e possíveis fraudes”, defende.

Por outro lado, salienta, “é preciso estruturar, fortalecer as instituições para ir buscar as divisas, ter credibilidade e desburocratizar,” bem como investir na produção nacional. 

Para o efeito, aconselha os angolanos a inovar, planear e “manter mais ética possível, porque hoje a sociedade está pressionar mais, deve se separar as coisas, não dá para pagar a escola do filho e o almoço de negócio com o dinheiro da empresa.”

Janaina Macedo Calvo, ministrou palestras em várias instituições de ensino superior e empresas, abordou sobre “Finanças e Criação de Negócios, Contabilidade, Matemática Financeira e Planeamento Estratégico.” A mesma tenciona regressar Angola em Setembro deste ano, a convite do Centro de Formação e Orientação Financeira, para ministrar palestras em outras províncias do país.

Texto de Guilherme Francisco / Fotografia de Igor Silva

REAÇÕES

COMENTÁRIOS