Saiba o que é operação para ser virgem de novo
As mulheres que se submetem à operação são, na maioria dos casos, muçulmanas de origem conservadora, que correm o risco de serem marginalizadas ou, em casos extremos, mortas, se o marido ou a família descobrem que fizeram sexo antes do casamento.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Elas optam, então, por um procedimento cirúrgico para “voltarem a ser virgens”, também conhecido como himenoplastia, operação que consiste em restaurar o hímen, membrana que cobre a entrada da vagina.

Um “hímen intacto” é visto como sinal de virgindade por mulheres que sofrem pressão para provar sua “pureza” na noite de núpcias, facto que os activistas que pedem a proibição argumentam que o procedimento não traz benefícios para a saúde, e sim explora o medo e o sentimento de vergonha destas mulheres.

Mas, por outro lado, há o receio de que uma eventual proibição poderia aumentar os riscos para as mulheres muçulmanas, uma vez que o procedimento poderia passar a ser realizado clandestinamente.

Actualmente, há pelo menos 22 clínicas particulares em todo o Reino Unido oferecendo cirurgia de reparação do hímen, de acordo com uma investigação recente do jornal The Sunday Times, e,  cobram até 3 mil libras (cerca de R$ 16,5 mil) pelo procedimento, que leva cerca de uma hora.

Os activistas pelos direitos das mulheres, dizem que essas clínicas estão a lucrar com as muçulmanas, que temem pelo que pode acontecer se não provarem sua “pureza” na noite de núpcias.

Fonte: Sapo Notícias

REAÇÕES

COMENTÁRIOS