José Eduardo suspende actividades da FESA
O ex-presidente, José Eduardo dos Santos, decidiu suspender as actividades da Fundação Eduardo dos Santos (FESA), devido a falta de apoio das empresas que eram accionistas.

A decisão, segundo fonte da Angola-Online.net, foi tomada numa altura em que o patrono considera “impróprio” para o aprofundamento da actividade da fundação que, como se sabe, não prossegue fins lucrativos.

A mesma fonte avançou que, a decisão de JES, resulta do facto de os principais doadores da fundação, nomeadamente, Sonangol, Endiama, Odebrecht, Mota Engil, Teixeira Duarte, Soares da Costa, TAAG, Angola Telecom e outras em que o Estado é parte societária, terem retirado, recentemente o seu apoio àquela organização.

Comenta-se que tal decisão é consequência de instruções precisas do actual poder relativas ao afastamento das referidas entidades da fundação fruto, em parte, da recessão económica, bem como, um suposto mal estar com o circulo “eduardista.

Recorde-se que a FESA, tem estado a ser citada como sendo o refúgio de documentos essenciais e secretos que motivaram a detenção, ao domicílio, do antigo chefe da secreta militar, Zé Maria.

A FESA foi fundada a 29 de Março de 1996, com propósito de promover a solidariedade em benefício da população mais vulnerável, sobretudo ao apoio a criança, educação, saúde e a ciência e pesquisa, cultura, desporto e ajuda humanitária.

Com a retirada de JES à vida politica activa, a organização tem estado a enfrentar inúmeras dificuldades no seu funcionamento que teve o seu ponto alto aquando da detenção, em prisão preventiva do seu Director, envolvido no caso Augusto Tomás.

Fonte: Correio da Kianda

REAÇÕES

COMENTÁRIOS