Falta de gasolina tira táxis das ruas em Mbanza Kongo
A circulação de viaturas a gasolina a nível da cidade de Mbanza Kongo, capital da província do Zaire, reduziu consideravelmente nos últimos dias por falta deste produto, situação que já se arrasta há mais de dois meses.

A falta deste produto nas duas bombas de combustíveis (Sonangol e Pumangol) que atendem a cidade levou ao parqueamento de muitos automóveis, principalmente os que exercem a actividade de táxi, criando constrangimentos na circulação de pessoas.

A situação está a gerar preços especulativos no mercado informal desta localidade onde um litro de gasolina custa 500 Kwanzas, contra os 160 Kwanzas praticados oficialmente.

As ruas da cidade de Mbanza Kongo estão “semi-desertas” de viaturas em serviço de táxi, actividade que passou a ser assegurada por moto-taxistas, que mesmo com a acentuada escassez de gasolina conseguem se “virar”, adquirindo o produto (combustível) no mercado informal com todos os riscos.

Para o efeito, o preço de táxi a nível da cidade de Mbanza Kongo passou de 100 para 200 kwanzas há já um mês, ao passo que os moto-taxistas cobram actualmente 250 kwanzas, contra 150 praticados anteriormente.

Crédito de Angop

REAÇÕES

COMENTÁRIOS