A persistência é o melhor caminho para o êxito
Homem se forma em Direito aos 79 anos pela Universidade Metodista de Angola sem uma única reprovação e com a melhor frequência, assiduidade e pontualidade ...

Ontem a Universidade Metodista outorgou título de licenciatura em Direito ao primeiro grupo que recebi enquanto decano daquela Faculdade de Direito.

Dentre eles está o Sr. Adélio como é respeitosamente tratado. Este senhor entrou já septuagenário aposentado da sua carreira de agente de transitórios e fez com bastante zelo e dedicação o curso. 

Sempre pontual, rápido na aquisição da bibliografia indicada, infalível nos trabalhos. Estive directamente com o senhor Adélio, no primeiro e segundo anos.

Inspirou-me muito e, tenho a certeza que aos outros estudantes também. Havia pedido na altura, aos colegas docentes que o tratassem apenas como um estudante, com o mesmo rigor que caracterizava a faculdade.

Vi-o várias vezes no corredor do 3.º andar a espera da prova oral, com um livro à mão. Um dia irrompeu-me o gabinete com os seus filhos e um neto que queria que eu conhecesse e na ocasião disse que eu o inspirava também.

Era reciproco e, realmente lisonjeou-me saber

Gostaria através deste exemplo de vida, felicitar a todos os recém-licenciados pelo título que sei como ninguém que é fruto de imensurável esforço e dedicação pessoal de cada um.

As provas orais obrigatórias, as monografias que consumiram tempo e saúde, etc, etc... Acreditem que não foi em vão. Lembrar-se-ão de lhes ter dito várias vezes que só se aplaude quem chega a cortar a meta e, os aplausos são proporcionais ao esforço empreendido.

Eis a hora do aplauso. Parabéns a todos. Gostava de cita-vos um por um, por conhecer-vos de nome e sobrenome. Gostava de desejar individualmente as minhas felicitações, mas impossibilitado, peço-vos que sintam-se todos abraçados.

Auguro dias auspiciosos nas carreiras que entretanto decidirem abraçar. Cá estarei para ajudar no que estiver ao meu alcance, mas sobretudo para aplaudir orgulhoso quando brilharem. 

  • Professor Esteves Hilário via Facebook 

REAÇÕES

COMENTÁRIOS