REFLEXÃO: A MINHA, A TUA E A NOSSA OPINIÃO


Diante da proliferação de instituições de nível superior no país com maior ênfase em Luanda e muitas dessas instituições debate-se com a questão da qualidade de formação que é posto em causa atendendo os novos desafios e as tendências actuais da nossa sociedade

OS 4 TIPOS DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS

Neste âmbito procurei em função das minhas auscultações e constatações vivenciais reflectir sobre OS 4 PROVÁVEIS TIPOS DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS QUE TEMOS NAS NOSSAS UNIVERSIDADES, INSTITUTOS, COMO PENSAM E AGEM…

Destaco 4 tipos de estudantes universitários a citar:

1-ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS POR DECLARAÇÃO E DIPLOMA, estes como o nome diz, têm como principal propósito quiçá único a obtenção de declarações do 1º, 2º 3º e 4º ano, culminando com a obtenção do diploma de técnico superior ou licenciado , visando o aumento de salário nas empresas onde trabalham e grande parte são trabalhadores da função pública. Maioritariamente são pessoas com uma certa idade, embora encontra-se também jovens não obstante em menor número.

2-ESTUDANTE UNIVERSITÁRIO POR VAIDADE, estes estudantes pedantes ou por vaidade tendem fazer da universidade passarelas, espaço de exibição e ostentação de roupas de marcas, jóias, carros tendo como fim último impressionar as mulheres…, não há um compromisso sério com o conhecimento científico ministrado naquele espaço. Estes são maioritariamente descendentes de famílias com poderio económico e social.

3-ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS POR AUSÊNCIA FÍSICA DA TURMAS, actualmente, vê-se com maior frequência estudantes optando por ensino a distancia, não sou a favor mas também não sou contra, atendendo a dinâmica social, “facilita” em parte quem trabalha distante EX.: no mar. Embora a qualidade não é semelhante, muito menos igual ao ensino presencial, que no meu ponto de vista acaba sendo muito melhor em todos aspectos.

4-ESTUDANTE UNIVERSITÁRIO VERDADEIRO, APLICADO, AUTODIDACTA, CRÍTICO, DINÂMICO, PRO ACTIVO estes portanto são pouquíssimos e são maioritariamente de famílias humildes, com poucos recursos financeiros, dedicam-se, empenham-se visando a melhoria das suas condições de vida e concomitantemente das suas respectivas famílias. Vêem na obtenção do conhecimento científico ou da formação académica o único recurso para singrarem na vida e fazerem história.

Acredito que existam mais outros tipos, não obstante estes são os tipos segundo as minhas constatações e auscultações.

Em função dessa realidade explícita, crua e despida, acredito que o nosso ENSINO SUPERIOR VAI DE MAL A PIOR, como se não bastasse está falta de vontade académica, falta de compromisso académica e desinteresse pelo conhecimento científico de grande parte dos estudantes universitários actuais.

Temos de igual modo MUITOS PÉSSIMOS DOCENTES, com péssimo domínio da língua padrão, dificultando assim a compreensão dos estudantes, com debilidades flagrante das disciplinas que ministram; docentes sem cultura de aquisição de livros e de leituras, mantendo-se estático, estagnado que nem as águas paradas, em termos de conhecimento, como se a ciência fosse estática quando é dinâmica, e obviamente conhecimento requer reactualização frequente ainda temos professores com péssimo domínio de princípios de didácticos, pedagógico e psicológico, nesta ordem de ideia contribuem pessimamente na formação académica.

Os três primeiros tipos de estudantes mencionados nos parágrafos acima professam a cultura da inactividade, da aceitabilidade, da normalidade, do deixa andar “TUDO É NORMAL”. Como se não bastasse SÃO FIEIS da corrupção e da cábula, e no final do ano lectivo transitam com notas excelentes, notas de encher os olhos e os aplicados são os sacrificados, vão ao exame, ao recurso e até chumbam. 

INJUSTIÇA ACADÉMICA…

QUAL DESTES TIPOS DE ESTUDANTES VOCÊ É?

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários