Reflectindo Sobre: As Palavras "Mágicas" Que Fazem Toda Diferença Nas Relações Sociais Todavia São Desvalorizadas Por Muitos...


Tudo na base da observação directa dos factos e auscultação de amigos, familiares, colegas, vizinhos, etc.

Preocupo-me essencialmente pelo resgate dos princípios fundamentais que constituem a plataforma para uma convivência social harmoniosa sobre tudo saudável entre as pessoas quer na dimensão virtual bem como na dimensão física em todos estratos sociais.

O muito obrigado quando necessário pode fazer toda diferença, o por favor quando necessário pode ser determinante, a saudação ou o cumprimentar quando necessário pode servir como "trampolim" ponte para se estabelecer boas relações sociais e humanas, o desculpar-se quando necessário pode servir como mecanismo para evitar e desactivar tendências conflituosas, o pedir licença...

São portanto gestos tão pequenos e insignificantes para alguns não obstante podem significar muito para os outros sobre tudo aos mais conservadores dos valores e obviamente fazer toda diferença nas relações sociais e humanas, esses gestos podem levar com que as pessoas tirem ilações positivas ao nosso respeito, façam um juiz de valor que nos interessa e sejamos conotados acima de tudo como simples, humildades, educados, íntegros, etc.

Ora bem são no entanto, quanto a mim o alicerce da boa educação, são pormenores do berço quando bem transmitidos farão toda diferença na vida adulta, na forma como lidamos com o mundo, respeito quem discorda comigo, ainda acredito que quando são escrupulosamente encarnado e exteriorizado podem proporcionar evidentemente um ambiente de convivência pacifica, harmoniosa...

Infelizmente esses princípios ou valores acima referenciado também perdeu-se por conta de outros hábitos e costumes encarnado, essa perca acentua-se sobre tudo na classe dita intelectual, na classe com posse, no topo da hierarquia das organizações, preferem darem espaço para a arrogância, prepotência, vaidade exacerbado, desprezo ao invés de princípios supracitados.

Quem agradece, quem pede favor, quem saúda, quem se desculpa, quem pede licença são em muitos casos vistos como "burros" passa o termo ou seja alguém que não se dá o devido valor e respeito isso numa perspectiva da pirâmide invertida de valores e princípios, porém a verdade seja dita de forma desapaixonada é o contrário.

São quanto a mim indivíduos que demonstram ser grandiosamente íntegros, com carácter e personalidade em termos de princípios e valores, pois bem, o meu humilde conselho vai no sentido de respeitarmos os outros tal como gostaríamos que nos respeitassem, tratarmos os outros tal como gostaríamos que nos tratassem tudo para que tenhamos relações sociais saudáveis e estáveis, temos que aprender a nos colocar no lugar do outro sempre.

A indisposição momentânea, o status social, o grau académico, o dinheiro nunca devem constituir como motivos para justificarmos as nossas atitudes grosseiras e má educação com as pessoas, por mais que as mesmas que na qual nos dirigimos não tenham grau, expressão social..., o respeito pela dignidade humana e moral pelo outro deve imperar sempre, tenho dito!

Faça e seja sempre diferente no meio de multidão, logo serás conotado como diferente sempre!

REAÇÕES

2
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários