Crônica: Quando menos se importava pelo que vi na quadra do Judo Nacional
Campeonato Nacional de Judo 2016

Na noite de hoje, vi que todo mundo sabe, que o Inter Clube, nunca mais perdeu e, a sua derrota, nunca mais sequer  tornou-se uma herança para eles. Todavia, eles preparam-se arduamente pelo físico e afinam incansavelmente os toke-wazas, para o campeonato nacional de 2016.

Ainda na mesma noite, vi o clube Primeiro D’Agosto, a treinarem dedicadamente ao mesmo rigor e à mesma tradição de vencer o campeonato nacional.

 A Escola do Rangel e o Génesis de Benguela vi-lhes a aperfeiçoarem muitos contra-ataques, caso queno campeonato nacional, os ataques do Inter Clube, surjam sem definições. O Uragan, o grupo Desportivo da Banca e o Guedan, vi-lhes a prepararem bombas de Ushi-mata com kumi trocado, para enjeitarem nos judocas do Rangel e do Marçal.

O clube Nacional de Benguela, o Olímpico de Luanda e o clube dos Bombeiros, vi-lhes também a afinarem tanta combinação de Seoi-nages,esquerda e direita, para os judocas da Banca, armados em duros.

Quanto que, aos clubes da Fuba, de Cacuaco, Cazenga e Viana, vi-lhes também a prepararem-se com muito Morote Seoi-nage ‘‘inverso’’ para rebentarem as costelas de qualquer moroteka, que tentar impedir-lhe nos ataques, com retraça mal feitas.

Ainda sobre o sono da mesma noite, quando menos se importava pelo que vi na quadra do judo angolano, entendi, que vi tudo isso no sonho!

UMA PERGUNTA: — O que falta no judo angolano, para pôr vivo, os sonhos de muitos judocas, em serem se não então, campeões, não só no judo, mas também na vida…?

Um abraço judocas de Angola!

Por Efraim Dala Cuteta

REAÇÕES

2
   
1
   
2
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários