TAAG cancela 30 voos até domingo com greve dos pilotos
Com o início da greve dos pilotos, a TAAG foi forçada a cancelar 30 voos e alterar os horários de 34 ligações, domésticas e internacionais. Pilotos pedem aumentos salariais, empresa diz que, no contexto actual, "não é possível".

A TAAG cancelou 30 voos até domingo, dia 9, nove deles internacionais, por causa da greve dos pilotos que começou esta sexta-feira, dia 7, após goradas as negociações com o Sindicato de Pilotos de Linha Aérea (SPLA), que reivindica aumentos salariais.

Além dos voos cancelados, a TAAG alterou os horários de 34 voos, 11 deles internacionais. Ou seja, a maior parte dos voos que estavam programados para os próximos três dias (sexta-feira, sábado e domingo) foram reprogramados e outros cancelados.

Os voos para Portugal, a principal rota internacional, não sofreram alterações, nem viram voos cancelados, segundo a informação publicada pela companhia aérea nacional, no seu site, esta sexta-feira.

A greve vai prolongar-se até ao dia 16 deste mês. Para garantir a continuidade da operação, a "TAAG vai recorrer ao aluguer de serviços, realocar passageiros noutras companhias aéreas e facilitar a alteração de datas de viagem sem qualquer penalização para os clientes e passageiros afectados por esta paralisação", garante a transportadora aérea.

As negociações entre o Conselho de Administração da TAAG e o Sindicato de Pilotos de Linha Aérea "terminaram sem que as partes tenham chegado a acordo", refere a companhia de bandeira, em comunicado.

As principais reivindicações dos pilotos prendem-se com o aumento salarial e outras condições de trabalho. Mas, no seu comunicado, a TAAG afirma que "no seu contexto actual, não é possível proceder a aumento salariais na dimensão solicitada sem gerar um impacto negativo na sobrevivência da companhia".

REAÇÕES

0
   
0
   
1
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários