Sindicato  bancário  acusa Igape de ‘apadrinhar’ despedimentos ilegais no BCI
O Sindicato Nacional dos Empregados Bancários de Angola (SNEBA) acusa o Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (Igape) de permitir à nova administração do BCI a “subjugação, a tortura psicológica, a coação, a intimidação, o assédio moral e outras formas inadequadas” dos trabalhadores para que se estes se despeçam.

Apontando que o Igape, enquanto entidade que liderou o processo, em nome do Governo, “não acautelou os interesses dos trabalhadores”, os sindicalistas notam que estão em causa os funcionários que construíram o património do banco. “O Igape ignorou, simplesmente, os trabalhadores, permitindo que estes fossem submetidos a momentos amargos de hostilidade pela nova entidade empregadora.”

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários