SIC investiga ataque informático ao BPC


Investigação é conduzida pelo departamento dos crimes cibernéticos e iniciou mal o SIC tomou conhecimento dos factos pela imprensa. Fonte ligada à recuperação da plataforma avança que o BPC não tem backup do sistema informático.

Serviço de Investigação Criminal (SIC) leva a cabo uma investigação para apurar e “compreender os meandros” dos ataques informáticos ao BPC.  

Manuel Halaiwa, porta-voz do SIC, revelou ao Valor Económico, que, apesar de o banco público não ter feito qualquer participação formal, o departamento de crimes cibernéticos, tão logo tomou conhecimento do sucedido, através da imprensa, abriu uma investigação, pois entende que não podia “ficar de braços cruzados.”

Embora reconheça não se tratar de uma investigação fácil, Halaiwa garante que o SIC continuará a investigar o caso. “Estamos a fazer um trabalho de investigação, a seu tempo, caso haja resultados, poderão ser tornados públicos”, promete.

No entanto, uma fonte ligada à recuperação da plataforma informática do BPC confidencia que parte da plataforma hackeada não foi possível recuperá-la até ao momento, porque o banco não tem o backup (cópia de todos os arquivos).

O especialista em segurança considera “inadmissível uma empresa que trabalhe com o sistema financeiro não criar backup”. E lembra ser quase “impossível” os piratas informáticos hackearem o backup por não estar numa rede de acesso externo. “É estranho. Não faz sentido nenhum”, insiste.

Há um mês, o banco sofreu um ataque do tipo ransomware seguido de outros que provocaram o bloqueio da plataforma tecnológica. Neste tipo de ataque, geralmente, os promotores bloqueiam todos os ficheiros e só o libertam com pagamento de resgate em milhões de criptomoedas. Mas, ao Valor Económico, o banco negou ter recebido qualquer pedido de resgate dos hackers bem como a informação segundo a qual haviam sido extraídos importantes documentos. O banco adiantou ainda desconhecer o tempo necessário para a recuperação completa do sistema.

Contactado novamente sobre a falta de backup, até ao fecho desta edição, o BPC não se prontificou a responder.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários