São makas: Pastor que baptizou Bolsonaro no mesmo rio que Jesus Cristo está preso


O pastor está preso por corrupção e lavagem de dinheiro.

O Pastor Everaldo, presidente nacional do PSC, foi preso na manhã de ontem, sexta-feira, sob acusação de corrupção e lavagem de dinheiro. Segundo a investigação brasileira, o pastor é comparsa do governador Wilson Witzel.

O quinto na corrida à eleição presidencial de 2014, pastor Everaldo, é também acusado na operação Lava Jato de receber 6 milhões de reais da Odebrecht para ajudar Aécio Neves (do PSDB) num debate televisivo. 

O mesmo é responsável pelo baptismo do actual presidente Jair Bolsonara, no rio Jordão, em Israel, no dia 12 de Maio de 2016. Curiosamente, mesmo dia em que se abriu o processo de impeachment do contra Dilma Rousseff.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
2
   
0
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK