Rádio Despertar esclarece situação dos sindicalistas


O colectivo de trabalhadores da Rádio Despertar esclareceu recentemente por intermédio de um comunicado, que os supostos representantes sindicais agiram de forma clandestina e foram politicamente instrumentalizados com propostas de trabalho e promessas de dinheiro.

Na sequência das recentes informações vinculadas sobre os funcionários da Radio Despertar que apresentaram queixa-crime contra a Rádio Despertar e contra a UNITA, o colectivo de trabalhadores da referida estação radiofónica por meio de um comunicado informou que os sindicalistas além de agirem de forma clandestina, foram politicamente instrumentalizados.

“De imediato averiguamos e verificamos que estes dois “pseudo-sindicalistas” foram politicamente instrumentalizados com propostas de trabalho e promessas de dinheiro”, lê-se no comunicado.

O comunicado esclarece que a actuação do “supostos” sindicalistas não teve qualquer ligação, instrução ou articulação com o colectivo de trabalhadores da Rádio Despertar, que a ela é completamente alheia. 

“Não somos representados por estes senhores e nem tivemos conhecimento desta lastimável prática de venda de consciências, rejeitamos este manifesto desrespeito à instituição Rádio Despertar e repudiamos qualquer acto de uso e aproveitamento de jornalistas para fins de propaganda”, referiu o colectivo de trabalhadores da Radio Despertar.

REAÇÕES

2
   
1
   
1
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK