Professor que só tem sexta classe dava aula como licenciado - Só agora foi preso
O Serviço de Investigação Criminal (SIC), na província da Huíla, deteve um suposto falso professor do ensino primário e secundário do 6º grau, de 33 anos de idade, envolvido num crime de falsificação de documentos.

A informação foi hoje, domingo, dada pelo o chefe de departamento de estudos, informação e análise do SIC, José Augusto Miúdo, afirmando que o suspeito terá feito recurso a documentos falsos para ingressar na função pública.

José Augusto Miúdo fez saber que o suposto falso professor, detido na terça-feira, tem como habilitações literárias reais a 6ª Classe, mas leccionava como licenciado num dos magistérios secundários do Lubango.

Segundo o oficial, ele leccionava as disciplinas de Física, Metodologia de Física e Prática Social Pedagógica, que para o efeito falsificou os documentos que o habilitaram a ingressar na instituição escolar.

Destacou que dos documentos falsificados, constam declarações com notas discriminadas, da 8ª e de 12ª Classes e ainda de licenciaturas em Física e Química, pelo Instituto Superior de Ciências da  Educação  (ISCED)-Huíla, datadas dos anos 2016.

José Miúdo referiu que em posse do acusado foram encontrados, um computador portátil, carimbos e outros documentos, falsos.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários