Primeiros cuidados a ter quando o teu bebé tem febre


Os primeiros sinais que acompanham o quadro febril no bebé, nomeadamente o choro inconsolável, irritação e temperatura elevada, fazem com que os país fiquem mais ansiosos e inseguros, porém estudos indicam que a febre nem é sempre inimiga e pode ser aliviada de forma mais segura.

De acordo com a fonte da Angola-Online, antes de se preocupar, vale lembrar que nem todo aumento de temperatura indica febre. Para os serviços de emergência médica, por exemplo, só quando a temperatura atinge 37,8ºC é que começa a febre, de fato.

Nesse ponto, devem ser observados alguns sinais de alerta: aumento repentino da temperatura, vômitos, erupções cutâneas ou se o bebê tem dificuldade para ingerir líquidos.

Fazer essa observação é importante porque, no caso de infecções mais graves, quando a febre vem acompanhada por outros sintomas, é preciso levar o bebê ao médico o quanto antes, principalmente se ele tiver até três meses de idade.

A fonte avançou que, para baixar a febre do teu bebé, ao contrário do que o senso comum diz, o banho não deve ser gelado, uma vez que os calafrios e tremores só trarão mais desconforto para a criança.  

Lembrou que agasalhar em excesso também não ajuda e recomenda então, uma quantidade suficiente de peças para que a criança fique confortável ou em temperatura ambiente.

A febre pode estimular a perda de líquido do corpo, portanto, é importante reforçar a hidratação com água e chás naturais. Além disso, a recusa por líquidos pode ser um indicativo de um problema de saúde mais grave no bebê. 

Fonte: Minhavida / Especial Dor e Febre

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK