PR faz novas contratações para ficar de olho no sector económico e social


Numa nota publicada pela casa civil do presidente da República, dá conta de que serão no total 45 os integrantes do Conselho Económico e Social.

De acordo com a fonte da Angola-Online,  o Presidente da República, João Lourenço, espera receber contribuições da comunidade empresarial, das cooperativas, da comunidade científica académica, das associações que se ocupam do Desenvolvimento Sócio-Económico da Mulher e dos Jovens. 

A mesma nota, refere que, está acção abre um novo espaço de diálogo com a sociedade, resultante do princípio da “Presidência aberta” adoptado pelo presidente João Lourenço desde o início do seu mandato.

O Conselho é composto por quarenta e cinco membros, escolhidos entre especialistas reconhecidos nas áreas das ciências económicas e sociais, bem como empresários e gestores que cumprirão um mandato de dois anos.

Para já, chefe do executivo designou 40 elementos, entre os quais os economistas Carlos Rosado de Carvalho, Precioso Domingos, Yuri Quixina e Manuel Alves da Rocha, empresários de vários ramos como Pedro Godinho Domingos, José Severino, Manuel Sumbula e Domingos Vunge, ambientalistas como Vladimir Russo, etc.

O Conselho Económico e Social “é um órgão de reflexão de questões de especialidade macro-económica, empresarial e social, que está à disposição do Titular do Poder Executivo para efeitos de consulta de matérias do interesse do Executivo”, salienta ainda a nota, explicando que este  órgão autónomo não integra a Administração Pública.

Fonte: VA

REAÇÕES

3
   
0
   
0
   
0
   
1
   
0
   
0
   
0
   

Comentários