PR aprova crédito adicional de 5,5 milhões USD para o Ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás


Mais um a faltar pouco meses para o fim do mandato.

No despacho 164/22 é definido que este crédito adicional, de 2,4 mil milhões de kwanzas (5,5 milhões USD), servirá para suportar as despesas relacionadas com o projecto «Estudos de Levantamento Geológico Zona Sul"

O valor deverá ser disponibilizado de forma faseada em função das necessidades de pagamento e de disponibilidade de tesouraria, determina o documento.

Este crédito adicional concide com o crescente aumento do preço do petróleo, que permite a Angola um optimismo com base na evolução dos mercados, pois o auge do crescimento económico do País coincidiu sempre, especialmente no final da primeira década deste milénio, com o barril a valer acima dos 100 USD, barreira que tem sido ultrapassada várias vezes este ano, sobretudo devido à guerra na Ucrânia, que dura desde 24 de Fevereiro, dia em que a Rússia invadiu aquele país.

O crude ainda vale mais de 40% do PIB, é responsável por 95% das exportações nacionais e de perto de 60% do total das despesas de funcionamento do Executivo de João Lourenço, e, por isso, cada dólar que acresce ao preço do barril é crucial para Angola porque é com este aumento que o Governo pode fazer face a despesas extraordinárias além do OGE2022, o último desta legislatura, que foi elaborado com um valor médio de referência para o barril de 59 USD.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários