PGR vai emitir mandado de captura contra Isabel dos Santos


O procurador-geral de Angola, Hélder Pitta Grós, admite avançar com um mandado de captura de Isabel dos Santos, se a investigação à gestão da empresária resultar em processo-crime.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

A hipótese é levantada numa entrevista no âmbito dos Luanda Leaks, publicada esta segunda-feira pelo Expresso, em é também revelado que a empresária abandonou o país após ter sido notificada para depor num inquérito relacionado com a gestão da Sonangol, petrolífera estatal angolana.

As autoridades angolanas investigam a empresária por suspeitas de branqueamento de capitais e gestão danosa da petrolífera. Este processo foi aberto, curiosamente, a pedido de Isabel dos Santos.

A empresária requereu a abertura de um inquérito à gestão do sucessor, Carlos Saturnino, mas as autoridades encontraram indícios criminais na gestão da filha do ex-presidente angolano, José Eduardo dos Santos.

“Os factos apurados, têm a ver com má gestão, uma gestão danosa, uma gestão gravosa. Temos ali assim umas situações de branqueamento de capitais, algumas de negócios consigo própria”, detalha Hélder Pitta Grós.

Hélder Pitta Grós rejeita que as investigações à filha de José Eduardo dos Santos tenham motivações políticas, confirmando que as autoridades angolanas pediram a cooperação dos países onde a empresária tem actividade, com o objectivo de facilitar a quantificação do património detido por Isabel dos Santos.

Quanto ao ex-presidente, a lei confere uma protecção de cinco anos até que as autoridades consigam analisar a governação de José Eduardo dos Santos. Existirá uma investigação quando esse período expirar? “Se surgirem factos para isso, muito bem, mas não vamos forçar, nem vamos estar à procura de factos para poder apontar-lhe”, finaliza.

Fonte: Angola 24 Horas

REAÇÕES

2
   
0
   
1
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK