Outra vez: PRA-JA não recebeu notificação da rejeição do recurso


À semelhança do chumbo, o PRA-JÁ se apercebeu da rejeição através dos órgãos de comunicação social.

"Até ao momento nem o gabinete de advogados, nem o coordenador geral do PRA-JA têm um documento oficial do Tribunal em resposta à nota de clarificação que remetemos no dia 25", disse Américo Chivukuvuku, em declarações à TV Zimbo.

O membro da comissão instaladora do PRA-JA Servir Angola acresce dizendo: "Do nosso ponto de vista mais uma vez estamos diante de uma violação dos procedimentos administrativos.”

A informação da rejeição do recurso foi tornada pública ontem pelo Tribuna Constitucional num comunicado de imprensa.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
1
   
0
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK