Óscar Kinganga, jovem que criou empresas com 500 kz revela o segredo


Deixou muitos admirados, levantou polémica, jovem que com apenas 500 kwanzas começou um processo que o levou a construir três colégios e uma empresa de construção civil e muito mais, conta na primeira pessoa como conseguiu.

Óscar Kinganga, nasceu no bairro do Prenda, rua da Lama, Maianga, província de Luanda, viveu a infância, adolescência e a juventude no bairro Huambo, conhecido como um dos mais perigosos da capital e abundante em pobreza.

Filho de uma deficiente física que venceu o preconceito e sustentou os seus filhos por meio da venda ambulante (zunga) e de um pedreiro assolado pela guerra.

A sua história empreendedora começa em 2006, quando recebeu 500 kwanzas do tio, isso após ter passado férias na casa do mesmo. Na altura, com 21 anos, não gastou o dinheiro na vaidade e optou voltar a casa a pé, sem julgar os quilómetros de distância.

Após ter terminado o ensino médio no curso de Ciências Exactas e ter feito várias formações, decidiu procurar emprego. Fruto de vários NÃO que recebeu, esgotado, dirigia-se ao condomínio “Sonangol, Gamek a Direita” para lutar por uma oportunidade para trabalhar como jardineiro, porém, novamente sem sucesso.

Após ter enfrentado outros NÃO, cansado, esfomeado, viu vários meninos a jogar à bola e pensou: «é a minha oportunidade, posso dar explicação a estas crianças».

Com os 500 Akz da poupança, decide reproduzir a publicidade da sua instituição (explicação). Porém, antes teve de passar por mais de 12 pessoas para receber a aprovação para usar o espaço que carecia de cobertura, vedação e assentos.

Refugiava-se na música dos Gênesis com a participação do Totó, cujo trecho levava sempre consigo: «vem o que vier eu não parar, aconteça o que acontecer eu não vou parar». 

Com resiliência, gestão financeira rigorosa, conseguiu com êxito erguer as suas estruturas.  Com o rendimento finalizou a formação superior, ajudou na formação dos irmãos. Anos mais tarde, criou outra empresa dedicada a vários ramos, com realce ao da construção civil.

Professor Óscar, como é também tratado, é também especialista em Finanças Empresarial, e graduado em Agregação Pedagógica. Actualmente está empenhado a ajudar no desenvolvimento de Angola, no PIIM (Plano Integrado de Intervenção nos Municípios). Prepara-se para lançar no dia 6 de Maio, pelas 17, no hotel Skyna, as suas obras “O Filho da Zungueira” e “Visão de Negócios”.

"Meu propósito de vida é partilhar a minha experiência e contribuir na erradicação dos três tipos de pobreza: mental, espiritual e material", diz, acrescentando que "quem ler estes livros e não mudar, perderá a grande oportunidade da sua vida."

REAÇÕES

3
   
0
   
1
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários