Oficial do SIC morto a tiro por marginais - Dispararam nas pernas, barriga e levaram a arma


Os meliantes dispararam contra o oficial nos membros inferiores e, mesmo depois ter caído e sem oferecer resistência, foi alvejado na região da barriga, tendo a bala ficado encravada na coluna vertebral

Malvino Adriano Vaia, oficial do Serviço de Investigação Criminal (SIC), morreu, na semana finda, na Namíbia, onde se encontrava a receber assistência médica, depois de ter sido atingido por disparos de arma de fogo, na Zona Verde, município de Belas, província de Luanda.

O porta-voz do SIC/Geral, superintendente Manuel Halaiwa, disse, ao Jornal de Angola, que o malogrado, mestre em jurisprudência, foi atingido por disparos de arma de fogo no dia 7 de Maio do ano passado, quando regressava a casa.

Acrescentou que o malogrado parou numa cantina para fazer compras, quando foi surpreendido por dois meliantes. De acordo com Manuel Halaiwa, os meliantes dispararam contra o oficial nos membros inferiores e, mesmo depois ter caído e sem oferecer resistência, foi alvejado na região da barriga, tendo a bala ficado encravada na coluna vertebral.

Os meliantes levaram a pistola do oficial, que foi levado ao Hospital Geral de Luanda, onde não foi possível retirar a bala, situação que contribuiu para o agravamento do seu estado de saúde.  Os meliantes já estão detidos.

REAÇÕES

1
   
0
   
1
   
0
   
0
   
0
   
0
   
1
   

Comentários