Nádia Duarte foi morta barbaramente dentro de casa - Foi amarrada, violada e asfixiada
Nádia Valentina Filipe Duarte, de 34 anos, foi encontrada morta em casa, pela sua mãe, com sinais de espancamento, asfixia e violação sexual. Crime ocorreu num apartamento, na zona do Kinaxixi, em Luanda, onde residia com a mãe.

Segundo familiares contactados, presume-se que o crime tenha ocorrido no final da tarde ou noite de domingo, já que no período da manhã a mãe, identificada como Joana Filipe Duarte, manteve contacto com a filha. 

"A mãe aproveitou o final de semana prolongado para visitar uma irmã. Saiu de casa sábado, manteve contacto com a filha até as primeiras horas de domingo, mas, no final do dia, ela tinha o telefone desligado”, disse um dos familiares. 

Acrescentou que, na segunda-feira, ao chegar à casa, a mãe encontrou a porta principal do apartamento aberta e ao dirigir-se para o interior deparou-se com a filha na cama, com as pernas e braços amarrados, já sem vida. 

"Foi chocante ver a minha sobrinha nessa condição, totalmente despida, com sinais de espancamento e asfixia”, frisou. 

Peritos do Serviço de Investigação Criminal (SIC),também, falam de espancamento e asfixia, como causas da morte da jovem, acrescentando que a autópsia provou não haver vestígios de violação sexual. 

Familiares da vítima, que pedem justiça, garantem que as autoridades continuam com as diligências para localizar e deter os autores da morte da jovem, que, além do telefone, levaram, também, um computador portátil. 

 Nádia Duarte vai a enterrar sábado, no Cemitério da Sant’Ana. 

REAÇÕES

1
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
2
   

Comentários