Mulher obrigada a fazer sexo com camponês por comer cana da sua lavra


Estava ser obrigada a pagar 100 mil kwanzas por comer uma cana.

O crime de agressão sexual, em que foi vítima uma cidadã, de 43 anos, quando esta e uma amiga decidiram tirar e comer cana-de-açucar numa lavra.

Surpreendidas pelo proprietário da lavra, as jovens foram obrigadas a pagar cada cem mil kwanzas pela invasão ao espaço e consumo do produto. Por indisponibilidade desse valor, o camponês decidiu manter relações sexuais com uma das vítimas.

"Ao notar a demora, a amiga foi ver o que se passava no interior da lavra e encontrou o camponês sobre a companheira. Assustada, meteu-se em fuga e denunciou o caso junto às autoridades tradicionais, que accionaram a Polícia Nacional para deter o acusado”, explicou Abel Chiambissa, responsável da PN.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
1
   
0
   
1
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK